Exérese de Calázio

Exérese de Calázio

A EXÉRESE (retirada cirúrgica) DE CALÁSIO é uma cirurgia oftalmológica simples e de rápida recuperação. Ela é realizada apenas quando o calásio não respondeu aos tratamentos clínicos tentados. O calázio só será removido cirurgicamente após a diminuição da inflamação inicial.
 

O QUE É UM CALÁZIO?

Um calázio é uma lesão inflamatória crônica, onde se formam pequenos nódulos nas pálpebras superior e inferior, que são provocados por uma das glândulas que produzem material sebáceo (glândulas de Meibomius), e que pode chegar a alcançar dimensões de até 6-8 mm, ou seja, do tamanho aproximado de um caroço de feijão.
 

CAUSAS

Diferentemente do terçol, a causa do CALÁZIO não é uma infecção bacteriana. Ele é provocado pela inflamação da glândula de Meibômio, responsável pela produção de secreção sebácea (um líquido muito fino e oleoso que lubrifica o olho) e que fica situada nas pálpebras superior e inferior, imediatamente atrás dos cílios. A inflamação na glândula causa uma obstrução no duto que permite a saída da secreção. Com a obstrução, a lesão permanece na pálpebra sob a forma de um granuloma, que aumentará de tamanho quando a secreção produzida pela glândula não conseguir ser eliminada. Essa obstrução leva à formação de um nódulo na pálpebra: o CALÁZIO.
 

SINTOMAS

Ocorre em qualquer idade, com o crescimento gradual de um nódulo indolor. A lesão pode crescer e, depois, diminuir de tamanho, em semanas ou meses, conforme absorção do material lipídico. Alguns pacientes se queixam em relação à estética, outros podem ter astigmatismo corneal induzido por calázio da pálpebra superior, que pressiona a córnea.
 

TRATAMENTO

  • Calázios pequenos podem ocasionalmente desaparecer de forma espontânea.
  • Compressas mornas podem ser aplicadas sobre a pálpebra, durante 10 a 15 minutos por 3 ou 4 vezes ao dia.
  • Injeção de esteróide intralesional pode ser eficaz quando persiste um nódulo pequeno, após a realização das compressas mornas.
  • O tratamento cirúrgico é o indicado – drenagem e curetagem.

 
* Muito importante: Apenas seu oftalmologista pode avaliar com precisão seu caso clínico em particular.
Clique aqui para agendar uma consulta ou ligue: (45) 3037-5050